Gisela Magri & Glicina Oscura

 

Glicina Oscura se afirma em um binômio sonoro para enredar tangos e sambas, produzindo um encontro entre os dois povos e suas raízes populares, a partir de um conceito acústico que, ao mesmo tempo, observa e escuta o século XXI. A glicina é uma flor que enreda os patios nas letras de tango. Oscura por fazer referência às raízes africanas comuns às nossas culturas. As fronteiras entre as duas culturas imprime um aroma em que claramente o samba pode refletir-se: o enredo, as disputas, os músicos em roda, acompanhando os encontros intermináveis de dança e carnaval.

 

 

Voz e direção geral: Gisela Magri

Violão 07 cordas e direção musical: Martin Acosta

Piano: Eugenio Masa

Percussão: Ramiro Gonzalo

Cavaquinho: Gonzalo Alfonso

 

 

programação COMPLETA