CIA PROVISÓRIA Nº5 – MADRIGAL EM FILMAGEM

PABLO RAMOS GRAD & PEQUENA ORQUESTRA

 

Em 2008, um grupo de artistas se reuniu para apresentar “Madrigal em processo”, um trabalho unindo teatro, performance, música e fotografia que nasceu da interseção de “Blow up”, filme de Michaelangelo Antonion

baseado no conto de Julio Cortazar e “A invenção de Morel”, livro de Adolfo Bioy Casares. Nascia a Pequena Orquestra, coletivo que, entre outros trabalhos, assumiu a ocupação artística do TeatroIpanema.
Agora,  no último mês dessa ocupação, sete anos depois de estrear “Madrigal”, a Pequena Orquestra se despede do Teatro Ipanema com

Festival dois pontos. E, dentro dele, revisita “Madrigal em processo” numa remontagemdesafiadora.
A  edição deste ano do festival une Brasil e Argentina. Nada melhor do que apresentar um trabalho que nasceu d

dois escritores argentinos (mais o cineasta italiano, claro). Alé

disso, Madrigal será revisitado pelo diretor argentino Pablo Ramos Grad. Mas que “revisita” éessa?
Madrigal  em processo” vai virarcinema. Ou melhor. Uma performance que mescla video arte e  teatro. Como é transpor uma peça que já mesclava outros meios paraumaa tela? Como pinçar os climas de Michaelangelo, Cortazar e Bioy Casares do teatro etransformá-los em ação e projeção?.

 

Direção: Pablo Ramos Grad

Roteiro: Rodrigo Nogueira

Elenco: Pequena Orquestra (Fabrício Belzoff, Joana

Lerner, Keli Freitas, Michel Blois, Nanda Félix, Pedro Henrique Monteiro, Rodrigo

Nogueira e Thiare Maia)

Idealização: Fabrício Belzoff, Michel Blois

e Rodrigo Nogueira

Assistente de Direção: Marcelo Grabowsky Coordenação de Produção:

Fabrício Belzoff e Lincoln Fonseca

Produção: Ordinárias Produção e

Tapioca Filmes

Realização: No Lugar

programação COMPLETA